SERIGRAFIA E SIGN 2017

segunda-feira, 30 de abril de 2012

TECIDOS TÉCNICOS PARA SERIGRÁFIA


TIPOS DE TECIDOS

Os materiais constituintes dos fios de tecido serigráfico hoje podem ser: aço, bronze, níquel, nylon, fibra de carbono natural ou revestida, e poliéster natural ou metalizado, sendo fios geralmente sólidos e de diâmetro constante em pequenas tolerâncias.
Tecidos com fios multifilares podem ser empregados com algum prejuízo na qualidade da impressão.
Cada material tem características próprias que os tornam mais adequados para
algumas ou outras aplicações. Cada material pode ter também variações quanto à trama e tratamento que recebe durante a fabricação.



São parâmetros que interferem diretamente na impressão:

Diâmetro do fio;
Quantidade de fios por unidade;
Tipo de trama;
Calandragem;
Tensões admissíveis.

Existe para cada tipo de tecido uma quantidade mínima e máxima de tinta
depositáveis, variável com o ângulo e velocidade do rodo e a viscosidade da tinta.
Existem tecidos cujos fios são achatados (calandrados) na parte destinada ao contato com o rodo, para reduzir a quantidade de tinta depositada.

O primeiro fator que caracteriza um tecido é a quantidade de fios por unidade de medida considerada a malha.

O segundo fator para definir o tipo de tecido é o diâmetro dos fios utilizados. Tecidos com fios mais delgados permitem uma impressão melhor, embora sejam mais frágeis.
Tornando-se vários parâmetros dos tecidos, poderemos determinar o volume de tinta que um tecido é capaz de depositar.
Entretanto, a exatidão deste cálculo depende, além dos parâmetros do tecido, do comportamento da tinta e do modo de aplicar o rodo, e do modo como a tinta intera com o tecido na desmoldagem. Se considerarmos somente a área aberta da malha do tecido, teremos o conceito de um volume teórico mínimo.
Por outro lado, se considerarmos o volume contido em uma célula com medida igual a distância de um fio até o início do outro, (não a distância entre eles), e subtrairmos o volume ocupado pelos fios propriamente ditos, teremos o conceito de um volume teórico máximo.



TECIDOS DE MONOFILAMENTO PARA A SERIGRAFIA

O tecido de poliéster standard é o material ideal para a impressão serigráfica. Mediante o uso de técnicas de tecelagem precisas utilizando equipamentos modernos e um acabamento próprio para o uso na serigrafia se consegue uma qualidade de tecido excelente.
Os tecidos de poliéster feitos com fios de poliéster de alta viscosidade são um
progresso em relação aos tecidos de poliéster standard.
A elasticidade reduzida do material aumenta ainda mais suas qualidades. Esses tecidos proporcionam um aumento na confiabilidade do processo, e permitem o uso de uma tensão significativamente mais alta, no caso de grandes tiragens e durante longos períodos de tempo.
Os tecidos de poliamida (nylon) apresentam uma resistência mecânica excepcional. Isto os torna altamente adequados para a impressão de pastas e tintas abrasivas (tintas cerâmicas, tintas reflexivas). A alta elasticidade desse tecido torna mais fácil a impressão de superfícies irregulares (por exemplo, objetos). As películas da matriz e as emulsões aderem melhor aos tecidos de poliamida do que aos tecidos de poliéster normais.


PROPRIEDADES FÍSICAS DOS TECIDOS

Tecidos para impressões serigráficas com diferentes propriedades podem ser produzidos a partir do mesmo grupo de fibras, modificando-se o processo de fabricação da fibra e/ou do tecido.
Em qualquer aplicação serigráfica, as características de alongamento dos tecidos utilizados são cruciais.

As características de alongamento determinam:

Os procedimentos para aplicação das forças de tensão
A resistência da malha
A estabilidade da malha

As características de alongamento têm uma influência direta nas características de uso, tais como:

Registro e precisão da imagem impressa;
Comportamento do fora de contato;
Conformação com o objeto a ser impresso, o que é importante quando o
substrato possui uma superfície desigual ou irregular;
Seleção do tipo de tecido apropriado para as exigências dos parâmetros de
impressão.

TECIDO DE POLIAMIDA

Os tecidos de nylon foram os primeiros monofilamentos de fibras químicas mais duradouros a serem usados na serigrafia. Embora sendo uma tecnologia relativamente velha, os tecidos de nylon ainda são viáveis em determinadas áreas da indústria serigráfica, graças às suas propriedades:

Boa durabilidade mecânica
Boa resistência à abrasão
Boas propriedades de tensão superficial
Alta elasticidade relativa


TECIDOS DE POLIÉSTER

Substrato de matriz clássico usado na serigrafia. Se manuseado corretamente, pode ser utilizado em várias aplicações.

Propriedades:
Baixo alongamento;
Alta durabilidade mecânica e resistência à substância química;
Superfície de fibras lisas;
Resistente a mudanças climáticas (umidade / temperatura).

Benefícios:
Bom comportamento à tensão;
Bom comportamento do fora de contato;
Boa exatidão do registro;
Alta resistência a tiragens longas;
Recuperação e características de reuso boas;
Ótima penetração de tinta;
Passagem de tinta rápida para impressão em alta velocidade;
Boa reprodução de detalhes;
Boa estabilidade dimensional;
Secagem rápida após a limpeza, o emulsionamento e revelação.


TECIDO DE POLIÉSTER MODIFICADO “ALTO MÓDULO”

Tecido de monofilamento de poliéster de alongamento reduzido, também conhecido como "tecido de alto módulo". É diferenciado do tecido de poliéster regular devido ao seu baixo alongamento e a sua alta estabilidade dimensional.

Propriedades:
Alongamento muito baixo

Benefícios:
Capaz de resistir a altas tensões;
Boas características de levantamento e passagem de tinta, com um mínimo               do fora de contato;
Aumento na exatidão do registro;
Precisão consistente durante grades tiragens;
Redução modesta na tensão, durante o uso;
Vida útil maior.

Características de alongamento dos tecidos de poliéster:
Características de tensão/alongamento dos tecidos para serigrafia, a partir de
monofilamentos de fibras sintéticas.



As características de alongamento são vitais para o desempenho da matriz. Isto está ilustrado no diagrama de tensão e alongamento abaixo. O gráfico mostra a relação entre a força de tensão e o alongamento resultante do tecido, incluindo os valores de tensão e alongamento um pouco antes da amostra romper-se. Os testes de tensão são uma parte integrante do controle de qualidade das empresas, que utiliza equipamentos de teste da tensão sob condições controladas.


OUTROS TIPOS DE TECIDOS SERIGRÁFICOS

TECIDO CALANDRADO DE UM LADO

Os fios são achatados para tentar diminuir a espessura de tinta depositada na impressão. Esta redução ocorre efetivamente, mas é bom lembrar que os fios se alargam nos pontos achatados, diminuindo a área aberta do tecido podendo
comprometer a acutância da imagem e a uniformidade do depósito obtido.


  
TECIDOS METALIZADOS

Uma camada de níquel é depositada com o objetivo de enrijecer o tecido e melhorar a estabilidade dimensional. A presença de poeira em conjunto com umidade desintegra por oxidação a camada de níquel, bloqueando irremediavelmente áreas abertas da malha do tecido. Este tecido é, portanto, muito frágil.


TECIDO POLIÉSTER CARBONO

Tecidos plásticos podem atrair poeira por efeito de eletricidade estática sob o estêncil.
Na impressão de substratos condutivos isto não ocorre porque estes descarregam a eletricidade gerado pelo atrito com a matriz. Na impressão de plásticos, este tipo de tecido pode ser útil. Os fios de carbono não permitem o acúmulo de cargas eletrostáticas. Cabe como observação, o fato que os fios de carbono suportam valores de tração com limites diferentes dos de poliéster.


TECIDOS DE AÇO "TWILL WEAVE"(TW).

São tecidos tramados de dois em dois fios para tentar a obtenção de maiores depósitos de tinta. O maior depósito é obtido principalmente pela irregularidade de nivelamento dos fios (de aço) no tensionamento dos mesmos e não pela trama em si.
(Espessura de tecidos de aço> = 2x espessura dos fios).


NÃO TECIDOS DE NÍQUEL

A possibilidade de fabricação de telas metálicas diretamente da eletrodeposição permite obter malhas com maiores porcentagens abertas, maiores espessuras e controle mais exato de espessura a depositar.
Estes tecidos são projetados e produzidos especialmente para serigrafia, ao contrário de todas as telas para filtração usadas hoje.


TECIDOS HTLE.

São tecidos com fios e técnica de tecelagens especiais para suportar elevadas tensões iniciais de esticagem (High Tension Low Elongation). Alguns fabricantes utilizam fios de materiais co-extrudados para reunir o máximo de características na performance dos tecidos serigráficos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário, participe com suas sugestões!