sábado, 4 de agosto de 2012




IMAGEM FANTASMA


“Em minha serigrafia, utilizo telas de poliéster e imprimo sobre  vários tipos de substratos.Na limpeza das matrizes,procuro remover o resto de tinta com um solvente de limpeza e retiro a emulsão com um produto específico. No entanto, quando começo a imprimir meus trabalhos com telas reutilizadas, posso me deparar com uma imagem fantasma na peça impressa, que não fazia parte dos fotolitos. Qual é a sua causa e o que devo fazer para eliminá-la?”

Muitos impresores enfrentam essa dificuldade. Deparar-se com um ‘fantasma’ em sua produção, uma imagem ou palavra completamente diferente da arte em questão. Esse problema prejudica o andamento do trabalho, pois além de ter que refazer a matriz de impressão com um tecido novo, haverá a perda do substrato, da tinta e dos auxiliares e de tempo. Em outras palavras, perdemos qualidade, produtividade e o controle sobre o resultado final.

Como resolver essa questão?
Todo processo de reprodução é degenerativo, ou seja, a tendência é sempre de que a cópia seja diferente do original. Então, no processo de impressão serigráfica, precisamos fazer com que esse distanciamento seja o mínimo possível. O fantasma é um dos problemas mais freqüentes que podem aparecer para desvirtuar a qualidade da imagem impressa.

E qual é a sua causa?
 Ela é decorrente do tingimento dos fios do tecido pelas tintas dos serviços anteriores. No momento da impressão, o rodo força a passagem da tinta pela matriz. Este processo pode deixar resíduos de tinta entre os fios (ver fotografia microscópica  abaixo destes resíduos). Alguns tipos de tintas apenas deixam os fios tingidos.



Muitas vezes, o serígrafo não se importa com esse problema, pois olha com um microscópio, vê que a tela não está entupida e acha que isso não gerará nenhuma conseqüência negativa.
Entretanto, estas áreas, com os fios apenas tingidos, apesar de não afetarem a passagem de tinta, atuam como um filtro, bloqueando a passagem de luz em uma próxima exposição da emulsão. Isto é mais crítico, nas cores como amarelos, laranjas ou vermelhos, que filtram mais os raios ultravioletas, utilizados na gravação da matriz. Portanto, a emulsão que estará na área dessa imagem fantasma não reproduzirá o original fielmente, pois suas propriedades fotográficas estarão alteradas. Haverá alteração da dimensão do desenho e um menor endurecimento da camada fotográfica, reduzindo a vida útil da matriz.
Durante a gravação da matriz, o problema não é muito perceptível. Normalmente nas áreas onde há fantasma, a imagem gravada tem suas dimensões alteradas em alguns décimos de milímetro.
Apenas durante a impressão o problema é visto. Em trabalhos chapados, como letras, o fantasma não é tão visível, porém em imagens reticuladas, como na impressão de uma quadricromia, pode aparecer na nova impressão a imagem do serviço anterior.
Para evitar o aparecimento deste problema, devemos fazer a recuperação correta da tela antes de iniciar um novo trabalho. Em outras palavras, o tecido  tem que ficar completamente limpo.
Muitos profissionais fazem a limpeza com solvente vinílico e maisena (amido de milho), raspam a tela e ainda inalam aquele cheiro forte. Este é um processo muito abrasivo, que pode prejudicar os fios e deixar contaminantes na tela. Para evitar isso, devemos utilizar um removedor alcalino *HB54, essa pasta  remove as imagens fantasmas. Disponível nas versões normal e super um produto mais completo, seguro e eficiente. Esta versão super contém elementos mais ativos, que permitem a remoção das imagens fantasmas mais difíceis de eliminar.

Para a limpeza completa, indicamos o seguinte procedimento:
Após a limpeza da matriz com o removedor de emulsões *HB50 , deixar o tecido secar. Aplicar o removedor de tintas  *HB52 ou o retardador da própria tinta, com uma brocha de nylon em ambos os lados do tecido manchado. Em seguida, aplicar o removedor alcalino e misturar os dois produtos sobre a matriz, cobrindo totalmente as áreas manchadas. Deixar atuar por aproximadamente 15 minutos (períodos mais longos podem ser prejudiciais para os tecidos de poliéster).
Lavar completamente a matriz com água corrente até a eliminação dos produtos, antes de usar um jato de alta pressão.
A limpeza com água sobre pressão é importante para desalojar completamente os resíduos de tintas, especialmente em tecido fechados. Para tecidos de poliéster a ação do removedor alcalino *HB54 pode ser neutralizada, aplicando uma solução de ácido acético e água a 5% e, em seguida, lavar com água corrente.

Para manchas de tintas mais impregnadas, de difícil remoção, sugerimos o seguinte processo:
Misturar previamente em um pote vazio, o removedor de resíduos de tinta *HB52 Extra e o removedor alcalino *HB54 Super (mesmas quantidades - 1:1). Pode-se preparar uma quantidade para todo um dia de trabalho. Aplicar a mistura com uma brocha de nylon em ambos lados do tecido manchado. Em seguida, utilizar um rodo de impressão ou espátula plástica para forçar sua penetração no tecido (1 passada de rodo por fora e outra por dentro) e remover o excesso do produto. Lembrar que o produto que vai atuar é o que está dentro do tecido e não o que estiver por cima. Deixar atuar por apenas 10 minutos e lavar com água corrente antes de utilizar um jato de água de alta pressão. Neste último caso, temos um processo mais eficiente e econômico.

Lembrem-se que o *HB54 Super pode ser utilizado com todos os tipos de *HB52 (Pasta, Líquido ou Extra). Já o *HB54 Normal deve ser utilizado com o *HB52 Líquido ou Extra.

Atenção: o removedor alcalino é cáustico e pode provocar queimadura. Evitar contato com a pele e respingos nos olhos. Usar luvas e óculos de proteção quando trabalhar com o produto. Ao contato com a pele, lavar com água corrente e vinagre. Ao contato com os olhos, lavar com água corrente e uma solução de água e ácido bórico (água boricada).

Para finalizar, é importante destacar que nem toda a imagem fantasma pode ser eliminada. Por exemplo, se a tela tiver resíduos de tinta epóxi e seu tempo de polimerização já tiver passado, sendo a tinta epóxi de qualidade, esta imagem fantasma será permanente”.


PRODUTOS PARA A REMOÇÃO DE IMAGENS FANTASMAS
*A Agabê recomenda o uso dos seguintes produtos:

HB 54
Removedor alcalino, disponível em duas versões: normal e super. A pasta remove imagens fantasmas e resíduos de tintas e emulsões, deixando o tecido limpo, possibilitando copiar quaisquer tipos de imagens em matrizes recuperadas.
Além dessas funções, o produto também pode ser útil na limpeza de tecidos antes da aplicação de emulsões e filmes e também para o tratamento de caixilhos de alumínio antes da esticagem do tecido, aumentando assim a ação dos adesivos para a perfeita colagem do tecido.

HB 52
Removedor de resíduos de tintas e emulsões, disponível em pasta ou líquido. Possui duas versões: normal e extra. Este produto elimina os resíduos de tinta seca, que formam uma barreira que impede a ação dos produtos removedores de emulsão. Remove imagens fantasmas quando combinado ao HB 54.

Em caso de dúvidas, contate o departamento técnico da Agabê: tecnico@agabe.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário, participe com suas sugestões!